terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Pequenino


Tão pequeno,chegou aos meus braços
vi então a vida em seus olhos
que ao se abrirem olharam pra mim
e emocionada a Deus agradeci
aque pequena e linda vida
que eu carregava
tão frágil,indefesa
crinça amada
e sei que ao fechar os olhinhos
ele então sonhava
do ventre de sua mãe
o ar quente que respirava
a vida agora mudara
seria outro mundo
o seu novo mundo aqui fora...

(tem umuitos anos que escrevi,foi quando um dos meus sobrinhos filho do meu irmão nasceu;fui na maternidade visita-lo e quando voltei pra casa escrevi esse poema)

Um comentário:

Mauriceia de Matos disse...

Olá flor!
Tem selinho pra você...
Que sua vida seja repleta de alegrias.
Beijão... Mauriceia.

http://ateliemagiartesanal.blogspot.com